quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Os cegos e o elefante Malba Tahan

Era uma vez seis cegos à beira de uma estrada. Um dia, lá do fundo de sua escuridão, eles ouviram um alvoroço e perguntaram o que era.
Era um elefante passando e a multidão tumultuada atrás dele Os cegos não sabiam o que era um elefante e quiseram conhecê-lo.

Então o guia parou o animal e os cegos começaram a examiná-lo:
Apalparam, apalparam...Terminado o exame, os cegos começaram a conversar:

— Puxa! Que animal esquisito! Parece uma coluna coberta de pêlos!

— Você está doido? Coluna que nada! Elefante é um enorme abano, isto sim!

— Qual abano, colega! Você parece cego! Elefante é uma espada que quase me feriu!

— Nada de espada e nem de abano, nem de coluna. Elefante é uma corda, eu até puxei.

— De jeito nenhum! Elefante é uma enorme serpente que se enrola.

— Mas quanta invencionice! Então eu não vi bem? Elefante é uma grande montanha que se mexe.

E lá ficaram os seis cegos, à beira da estrada, discutindo partes do elefante. O tom da discussão foi crescendo, até que começaram a brigar.
O guia então , tocou o elefante ; o enorme animal continuou a viagem e os seis cegos ficaram a beira da estrada a discutir ,exaltados , insultando-se uns aos outros com pesadas palavras , pq não chegavam a um acôrdo sobre a forma exata de um elefante .
MORAL DA HISTÓRIA
Muita gente encontramos que, á semelhança dos cegos , adianta informações erradas e falsas sobre coisas que não conhece , na convicção de que esta com a verdade .
Na vida , precisamos ouvir sempre os sábios conselhos dos mais velhos : pois , muitas vezes , somos, sem que possamos perceber , iludidos pela aparência enganosa das coisas .

Nenhum comentário:

Postar um comentário